Agenda



Cursos:
 

CURSO de INICIAÇÃO e de APERFEIÇOAMENTO EM ILUSTRAÇÃO BOTÂNICA

Ministrante: Diana Carneiro     

Modalidades de implementação: 

Presencial: com aulas semanais em ateliê. Atualmente estão suspensas essas atividades. 

Semi-presencial: com parte das atividades à distância  e encontros semestrais agendados com bastante antecedência 

Remoto: Totalmente on line, com encontros quinzenais em salas virtuais 

Turmas de até 8 alunos, ( mínimo 5) com atendimento individualizado, independentemente da modalidade escolhida. 

Como as vagas são limitadas e, caso o número de interessados for superior à demanda,  uma pequena seleção é feita com base em análise de desenhos e de ilustrações anteriores, a saber: 

-Para os iniciantes ( Modulos I e II )  a apresentação de três trabalhos em grafite para uma avaliação prévia, de preferência retratando plantas.

Para os que já dominam a técnica básica  e que não fizeram a programação dos módulos I e II pede-se  a apresentação de 3 trabalhos realizados em aquarela botânica e uma pequena descrição de sua trajetória ( área de formação geral, atividade profissional, instrutores anteriores... ). 

Planejamento geral 

 O curso é composto por quatro módulos sequenciais abrangendo as duas etapas ( Iniciação e aperfeiçoamento) que poderão ser cursadas de forma independente.  O acesso ao curso se dará no inicio do Modulo I ( para os iniciantes) e no início do módulo III ( para os que já praticam ilustração botânica) Cada módulo tem seu desenvolvimento quadrimestral, com orientações à distância através de documentos de apoio, atendimento on line permanente e de oito horas de aula (presencialmente ou via reuniões virtuais ( lives), para a revisão em grupo dos trabalhos realizados e retroalimentação. Essas oito horas são distribuídas quinzenalmente, 2 ao mes, em datas previamente agendadas. 

 O curso completo será de 2 dois anos a partir do seu início, mas adequações poderão ser feitas, a depender do desenvolvimento de cada aluno. Como os módulos são independentes poderão ser desenvolvidos separadamente, respeitando-se o estágio de desenvolvimento do aluno.

   Metodologia

Os principais tópicos da programação serão abordados ao longo do curso através de apresentação virtual ( aulas on line) e documentos de apoio, acompanhados de pequenos videos de demonstração técnica. 

Na fase de iniciação ( módulos I e II ) além dos exercícios introdutórios, cada aluno desenvolverá pequenas ilustrações aplicando os conhecimentos trabalhados na sequencia da programação. A análise dos exercícios   realizados será feita nas sessoes on line . 

Na fase de aperfeiçoamento ( Módulos III e IV) é enfatizada a tomada de iniciativa por parte do aluno quanto à escolha da planta a ser ilustrada, dos materiais de trabalho (papeis, tintas e pinceis) dos estudos iniciais sobre a familia botânica e as característica do vegetal em particular, dos esboços inicias, organização da prancha e realização da pintura. sempre com a supervisão e o acompanhamento do professor. Documentos de apoio, demonstrações são igualmente previstos  .

Encontros presenciais (agendados) poderão ocorrer ao longo do curso, conforme o interesse dos alunos, sempre que possível,  para a realização de revisões técnicas dos trabalhos feitos, oficinas temáticas e/ ou aulas de campo.   

Programação

Módulo I

 Introdução à Ilustração Botânica (materiais e métodos).

           O desenho botânico: O desenho de observação apurado de formas vegetais, buscando a acuidade representativa ( tamanho, proporções e precisão de detalhes morfológicos),  a disposição correta das peças ( folhas e flores) ao longo do caule , a representação volumétrica e de perspectiva.  

Aquarela como meio pictórico e suas características.

A paleta do ilustrador... Conhecendo melhor as cores, materiais necessários ao trabalho.

Exercícios cromáticos introdutórios.Revisão da teoria da cor necessária ao desenvolvimento do curso.

          Técnica básica da ilustração botânica.

         Aplicação da técnica básica no estudo e pintura de folhas (formas, cores e texturas    diferenciadas).          

         Caracterização das plantas floríferas (ou Angiospermas).

 Módulo II

   Aplicação da técnica básica no estudo e pintura das diversas partes (ou órgãos) dos vegetais, a saber:  

       -Flores: Morfologias, cores e texturas diferencias

Aspectos relacionados à pintura de flores e inflorescências 

       -Frutos e sementes: Tipos de frutos e de sementes e sua diversidade

Aspectos relacionados à pintura de frutos e sementes bem como de infrutescências. 

       -Raízes: - Morfologias e texturas de raízes  

        -Caules: Morfologias e texturas de caules

   Módulo III

Famílias botânicas relevantes da flora tropical (parte I)


Estudo sobre as características gerais de cada família ( abaixo descrita) e uma ilustração completa (formato A3) contendo hábito e detalhes morfológicos, de uma espécie representativa,  que ocorra em sua região. Presume-se o desenvolvimento de um trabalho ao mês.


        Orquídeas: Morfologia geral das orquídeas e sua diversidade (principais gêneros nativos do Brasil). Aspectos relacionados à pintura de orquídeas, cores e texturas diferenciadas. Ilustração de duas espécies à escolha. 

        Bromélias: Aspectos morfológicos gerais e gêneros mais comuns nativos do Brasil.

 Ilustração de duas bromélias de gêneros diferentes (à escolha).

         Leguminosas: Aspectos morfológicos gerais dos três grupos (subfamílias) que o compõem essa grande família e os gêneros mais comuns nativos do Brasil.

         Melastomatáceas:  Aspectos morfológicos gerais e gêneros mais comuns nativos do Brasil.

   Módulo IV          

             Famílias botânicas relevantes da flora tropical (parte II)


Estudo sobre as características gerais de cada família abaixo descrita e uma ilustração completa (formato A3) contendo hábito e detalhes morfológicos de uma espécie representativa que ocorra em sua região. Presume-se o desenvolvimento de um trabalho ao mês.


      Bignoniáceas- cipós e árvores cujas flores tem a forma de sino (cipó de São João, Ipês, jacarandás etc..)

Aspectos morfológicos gerais e gêneros mais comuns nativos do Brasil.

       Solanáceas- Família dos tomates, juás. Aspectos morfológicos gerais e gêneros mais comuns nativos do Brasil.


       Asteráceas – Plantas compostas como as margaridas, dente de leão, carqueja etc... Aspectos morfológicos gerais e gêneros mais comuns nativos do Brasil.

 

      Apocináceas- plantas leitosas de flores de corola rotada como o jasmim e outras. Aspectos morfológicos gerais e gêneros mais comuns nativos do Brasil.

      Obs: Se for de interesse do aluno, outras famílias botânicas poderão ser trabalhadas em substituição às últimas famílias acima citadas. Opções igualmente importantes: Aráceas (antúrios, filodendros), Arecáceas (palmeiras), Cactáceas (cactos em geral).

   

Para maiores informações,  pedidos de reserva de vaga ou de inscrição  entrar em contato através desse site em Contato
 
Os cursos presenciais estão temporariamente suspensos